Recomendações

(229)
Paulo Ribeiro, Médico Legista
Paulo Ribeiro
Comentário · há 3 anos
"De início, necessário esclarecer que a ocorrência de um erro médico não é exclusiva da atividade médica propriamente dita, podendo ocorrer também na atividade de odontologistas, enfermeiros, fisioterapeutas e demais profissionais da área de saúde". Só por este parágrafo podemos questionar o termo erro médico. Acredito que o termo médico não deva ser adjetivado. Há uma interpretação, na minha opinião errada, que pode ter sido influenciada pelo inglês. "Medical error" é traduzido como erro médico. Mas, em uma outra frase "I agreed to admit him to a side room on a general medical ward accompanied by a prison officer" a tradução é: Eu concordei em admiti-lo em um quarto ao lado de uma enfermaria de medicina geral, acompanhado por um agente da prisão. Medical traduzido para de medicina. Na minha opinião deveríamos falar em erro da medicina. Só lembrando não existe erro advogado, erro juiz e sim erro do judiciário. E quando o médico errar deveríamos dizer erro do médico. Quanto aos erros do médico podemos também, considerar:
Imprudência - certa vez fui obrigado a fazer uma neuro cirurgia de urgência pois não havia neuro cirurgião disponível. Não é minha especialidade poderia então ser processado por imprudência. Este é só um exemplo de que imprudência às vezes é necessária. (Felizmente minha imprudência deu certo). Imperícia - Por vários motivos, o principal faculdade de péssimo padrão de ensino, podem levar o médico a cometer uma imperícia. Ele é culpado disso? Ensinaram a ele fazer errado. Discutamos.
Negligência - Esta não tem atenuante, na minha opinião a negligência sim deve ser punida rigorosamente
Quanto ao seu artigo parabéns Dra. Gabriella
Novo no Jusbrasil?
Ative gratuitamente seu perfil e junte-se a pessoas que querem entender seus direitos e deveres

Outros perfis como Direito

Carregando

Direito Esclarecido

Entrar em contato